fbpx

CONJUNTIVITE VIRAL PODE SER SINTOMA DE COVID-19

Spread the love

Logo no início da pandemia, houve questionamentos se o coronavirus poderia ser transmitido pelos olhos. Aqui no blog inclusive, fizemos um artigo sobre o assunto. (Clique e leia). O caso é que a pandemia avançou e foi possível perceber a forma como o vírus se manifesta no corpo. Assim, hoje já se sabe que a conjuntivite viral pode ser sintoma de covid-19.

Por isso atenção! Leia o artigo abaixo para se informar e em caso de suspeita, procure imediatamente o oftalmologista.

O que é conjuntivite?

Para entender melhor, a conjuntivite é um processo inflamatório da conjuntiva – membrana transparente que reveste a área branca dos olhos.

As conjuntivites podem ser causadas por bactérias, vírus e fungos, sendo as infecciosas as mais comuns. Dentre as não infecciosas estão as conjuntivites alérgicas e tóxicas.

Sintomas da conjuntivite

Com relação aos sintomas, os mais comuns são os olhos vermelhos, provocados pela alteração da coloração da conjuntiva que tende a ficar rosada ou avermelhada.

Além destes podem ser notados:

– Inchaço na pálpebra.

– Secreção, principalmente ao acordar.

– Lacrimejamento.

– Sensação de corpo estranho como areia nos olhos.

– Intolerância à luz.

– Sequidão.

– Dor no olho.

– Embaçamento da visão etc.

Conjuntivite viral pode ser sintoma de COVID-19

Sobre a COVID-19, se acredita que a conjuntivite viral possa ser causada pelo novo coronavirus (SARS-COV-2), quando este entra em contato com a superfície ocular provocando a inflamação, aliás da mesma forma que acontece com as gripes comuns.

Vale lembrar que a conjuntivite não é a principal manifestação do novo coronavírus, mas quando ocorre, geralmente antecipa outros sintomas, como febre, mal-estar geral e tosse. Nestes casos é importante que o profissional questione o paciente se este apresentou outros sintomas, como alterações no quadro respiratório.

Tratamento da conjuntivite durante a pandemia

Infelizmente não existe tratamento específico para a conjuntivite viral, mas o oftalmologista deve indicar os melhores cuidados para diminuir os sintomas e o desconforto, que tendem a durar de uma a três semanas.

Entre as recomendações está o uso contínuo de soro fisiológico gelado para fazer a higiene ocular, além de compressas de gelo, para diminuir o inchaço das pálpebras.

O médico alerta ainda que o olho é uma superfície muito delicada, por isso evite usar preparações caseiras para tratar a conjuntivite ou qualquer outro problema.

E atenção, caso o paciente apresente sinais mais graves, como baixa visão ou falta de ar, é recomendado procurar uma Unidade Básica de Saúde com urgência.

Transmissão e cuidados

A transmissão da conjuntivite se faz pelo contato durante a manifestação dos sintomas. Por isto, é importante manter distanciamento social para evitar a disseminação da doença.

Lembrando que estas sempre foram as recomendações, mesmo antes da pandemia pelo novo coronavirus.

Além disso, os cuidados com a higiene não podem ser ignorados:

– Lavar as mãos com frequência.

– Evitar levar as mãos ao rosto, principalmente aos olhos.

– Não compartilhar objetos pessoais como toalhas, fronhas de travesseiro, maquiagem e colírios.

– Evitar o contato próximo, além dos beijos e abraços.

– Preferir lenços descartáveis às toalhas.

– Cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar.

– Usar máscaras.

Além destes cuidados, evite aglomerações, principalmente no inverno, quando as pessoas tendem a ficar mais próximas e em ambientes fechados, aumentando assim as chances de contrair não só a conjuntivite, como também gripes e resfriados comuns

A conjuntivite como sintoma de infecção por Covid-19 na Itália

Como dissemos, a conjuntivite por si só, não indica a infecção por covid, mas antecipa o quadro. No entanto, segundo casos publicados IDCases por Battagliola e seu colega e co-autor Dr. Sergio Zaccaria Scalinci, na Itália foram confirmados 5 casos em que o único sintoma durante toda a infecção foi o quadro de conjuntivite.

Segundo informado a agência Reuters Health, “cinco infectados apresentaram conjuntivite aguda e sintomas como hiperemia conjuntival, lacrimejamento, secreção e hipersensibilidade a luz reportados após vários dias sem melhora dos sintomas.”

Os especialistas complementaram ainda que não apresentando sintomas, estes pacientes representavam uma ameaça maior para outras pessoas, já que estão menos conscientes de sua condição, podendo assim transmitir o vírus a outras pessoas.

 Os resultados ressaltam que mais pesquisas são urgentemente necessárias e destacam a importância da proteção ocular, principalmente para os profissionais de saúde.

Checkup dos olhos clínica oftalmológica em São Paulo

Agora que você já viu como é importante fazer um checkup dos olhos, venha falar com a gente.

Aqui na clínica, podem ser recomendados até 20 exames antes de fechar o seu diagnóstico.

E o melhor: todos realizados no mesmo local e o resultado fica pronto em até 30 dias. Mais compreensão e facilidade para a sua vida!

Gostou, quer mais informações?

Acesse o WhatsApp ao lado ou clique aqui para fazer seu agendamento!

Checkup dos Olhos sua clínica oftalmológica em São Paulo

 

Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram