A Visão na Gravidez: Tudo o que as Mães Precisam Saber

Compartilhe seu olhar ;0)

A gravidez é realmente um momento único na vida da mulher. Não só pelo fato de torná-la mãe, mas também pelas mudanças físicas e emocionais que ocorrem no seu corpo. E são tantas mudanças que nem a visão fica de fora. O texto “A visão na gravidez tudo o que mães precisam saber” foi escrito para informar às futuras mamães que apesar de a maioria dos problemas serem transitórios, alguns merecem atenção e devem ser comunicados imediatamente aos seus médicos.

Se você mamãe, está com dificuldade de ler este post e pensando se este probleminha é por causa da gravidez, a resposta é: “pode ser que sim”.

Mas fique tranquila! No final vai ver que se estiver se cuidando, não tem motivos para preocupação.

A visão na gravidez tudo o que as mães precisam saber

Primeiramente, devemos entender que os problemas de visão nesta fase, se justificam pela alta concentração de hormônios femininos no organismo, bem como o  aumento da circulação de sangue.

Importante saber que na maioria dos casos estas mudanças são transitórias e acabam passando despercebidas. Mas se está curiosa como elas se manifestam, fique por aqui que a gente explica.

Sensibilidade da córnea

Quando se fala sobre alterações da visão da gravidez, uma queixa comum entre as gestantes  é a sensibilidade da córnea, que costuma diminuir principalmente nos últimos três meses de gestação, mas que volta ao normal pouco tempo depois do nascimento do bebê.

Espessamento da córnea

Outro problema é o espessamento da córnea, bem como um aumento de curvatura e inclinação, que tendem a prejudicar a visão.

Neste caso, as futuras mamães podem perceber uma dificuldade em acomodar as lentes de contato e o problema, em alguns casos, pode persistir durante o aleitamento materno.

Nestas situações o acompanhamento oftalmológico é imprescindível durante toda a gestação.

Inchaço nas pálpebras

Apesar de não ser comum, pode acontecer de algumas mulheres grávidas perceberem um certo inchaço nas pálpebras, que pode ocorrer devido o aumento das taxas de progesterona.

Olho seco

A gestante que sofre com o olho seco pode perceber um ressecamento maior que o habitual, que vem acompanhado de um grande desconforto, principalmente durante o uso de lentes de contato, além de uma intensa irritação nos olhos. Isto acontece devido uma maior concentração de estrógeno no corpo da gestante.

Nestes casos, pode-se optar pelo uso de lágrimas artificiais específicas para lubrificar os olhos e usá-las durante toda a gestação. Mas fique atenta ao tipo de colírio utilizado, especialmente se tiver glaucoma.

Em caso de dúvidas, já sabe, procure um oftalmologista.

Outra dica que ajuda a diminuir o desconforto, é evitar passar muito tempo em ambientes com ar condicionado e o uso de soro fisiológico, que tende a irritar os olhos devido à presença do sal.

Visão embaçada

A visão embaçada, distorcida ou sem foco, pode estar associada a retenção de líquidos que altera a espessura e o formato da córnea. Estas alterações, mesmo sendo mínimas, tendem a afetar a visão. Importante saber que apesar do desconforto não é preciso se alarmar.

Apesar de ser um problema transitório, caso a gestante esteja sofrendo com a falta de visão, ele pode ser facilmente corrigido com lentes apropriadas.

Lembrando ainda que é possível fazer cirurgias para corrigir o problema, mas somente depois do nascimento do bebê, quando aliás se espera uma acomodação natural do grau no período pós-parto.

Pontos brilhantes na visão

Enxergar pontos brilhantes pode ser sinal de pré-eclâmpsia, um quadro de hipertensão arterial específica da gravidez, que surge a partir da vigésima semana de gestação e merece toda a atenção.

Infelizmente 8% das gestantes apresentam este problema, tendo como queixas comuns a perda temporária da visão, maior sensibilidade à luz, visão embaçada ou com formação de halos ou flashes.

Dor de cabeça intensa e dor forte na região mais alta do abdômen também podem ser sintomas da pré-eclâmpsia e caso sinta qualquer um destes, precisa informar imediatamente o seu médico.

Além disso, fazer um bom pré-natal e controlar a pressão durante toda a gravidez é essencial.

Diabetes gestacional

Os problemas de visão na gravidez, podem ainda ser sinais de outros problemas de saúde. O diabetes gestacional, por exemplo, que pode surgir no segundo trimestre da gravidez pode trazer sérias consequências, se não for controlado a tempo.

Isto porque as altas taxas de açúcar no sangue, quando associadas ao diabetes, podem danificar pequenos vasos sanguíneos que alimentam a retina. Como resultado, a gestante pode perceber problemas relacionados a nitidez e foco.

Se for o seu caso, comunique imediatamente o seu médico que lhe indicará um acompanhamento especializado durante toda a gravidez, com o intuito de manter os níveis de açúcar no sangue dentro de parâmetros aceitáveis.

Cuidado com os colírios

Se você é daquelas que têm o hábito de usar constantemente colírio ou lágrima artificial, agora que está grávida precisa tomar cuidado. Isto porque as lágrimas artificiais que contêm conservantes podem ser tóxicas e seu uso não deve ultrapassar quatro vezes ao dia.

As fórmulas que não levam conservantes não oferecem riscos, mas ainda assim consulte o oftalmologista para saber qual a melhor escolha.

E lembre-se, se precisarem de qualquer coisa, nós da Checkup dos Olhos estamos de portas abertas para atendê-las.

Deixe a sua dúvida e comentário ou clique aqui para agendar sua consulta.

Checkup dos Olhos, sua clínica oftalmológica em São Paulo.

Deixe uma resposta